Higiene dos Idosos

A higiene dos idosos é de extrema importância tanto para aumentar auto estima quanto para a saúde deles, principalmente na prevenção de doenças de pele e não pode ser considerada como vaidade e sim boa saúde que reflete na qualidade de vida.

Segundo o geriatra e gerontólogo, Armando Miguel Junior, todos nós aprendemos a tomar banho sozinhos e fazemos isso por quase nossa vida toda. Quando ficam incapacitados ou impedidos, a tendência é que as pessoas idosas fiquem desconfortáveis e deprimidas e muitas vezes com vergonha e nem um pouco a vontade que uma filha ou a esposa dêem banho nela.

Para isso é necessário que se tenha um “cuidador”, um enfermeiro, para que possa fazer isso e contribuir para o bem estar do idoso. A vantagem de ser uma pessoa de fora da família é que além de “dar banho” ela pode examinar o idoso, massageá-lo, o que contribui, inclusive, para a melhora da circulação, da higiene e por conseqüência à auto estima.

Os principais cuidados com os idosos na hora do banho de acordo com o geriatra devem ser principalmente: com os ouvidos, secar corretamente para evitar que fique água e sabão; com os dentes, pois todo sistema digestivo depende de uma boa mastigação, e escovar a língua, que melhora a percepção do sabor. O cabelo também é fundamental. Não é necessário lavar todos os dias, mas a cada dois dias com xampu neutro para evitar feridas em virtude do ressecamento da pele.

Outra orientação ainda com respeito ao banho é que ele deve ser morno e usar sabonete neutro. Após o banho a recomendação que serve para todo mundo não é descartada para pele do idoso que é o uso de hidratantes e filtro solar para evitar manchas causadas pelo sol. O hidratante serve para evitar o ressecamento da pele e com ele evitar feridas que surgem em virtude desse ressecamento e são de difícil cicatrização. “Muitas vezes a ferida aparece na cabeça do idoso e a família acha que tem que lavar com água quente para cicatrizar. A água quente tira a oleosidade natural que protege a pele, resseca e contribui na formação de feridas”.Explica o médico.

As unhas também não podem ser esquecidas e devem ser cortadas, de preferência por uma manicure ou um podologo para que a higiene do pé seja completa.

Entrevista na Radio Bandeirantes AM 1170 - Campinas dia 04/08/2005




MENOPAUSA


Medicina Prática - TUDO SOBRE MEDICINA


Saudegeriatrica.Com.Br® 2009 - 2017 - Desenvolvido por Dinamicsite