Interpretação clínica

  • Homem de 51 anos deseja iniciar um programa de treinamento físico, antes de planejar uma viagem de sonho pelos caminhos de Santiago de Compostela. Ele deseja realizar a viagem como marco de objetivo da sua vida espiritual. Ele se encontra em bom estado de saúde exceto por hipertensão arterial lábil, identificada há vários anos, e vem sendo tratado com hidroclortiazida, 25 mg/dia. Tabagista de 5 cigarros por dia. Nos últimos 12 anos tem sido sedentário e não se exercita. Nega dores no peito, mas refere leve dispnéia ao subir um lance de escada.
  • Ao exame físico, está com sobrepeso, pulso regular de 88 bpm e PA de 150/90. O exame cardiológico não apresenta nenhum dado importante. Exames laboratoriais revelam glicemia de jejum de 130 mg/dL, colesterol total de 220 mg/dL, hemograma normal. Eletrocardiograma normal.

Qual o melhor programa de condicionamento físico para esse paciente?

Embora esse homem de meia-idade seja assintomático, ele apresenta vários fatores de risco para doença arterial coronária, como, idade, sexo, hipertensão arterial, fumo, possível diabetes mellitus e dislipidemia. Antes de iniciar o programa de condicionamento físico, ele deve ser avaliado com um teste de esforço (ergometria), que ajudará no ajuste de seu nível de esforço a ser empregado nos exercícios, bem como, afastar qualquer doença arterial coronária oculta.

O risco de eventos cardíacos relacionados com o esforço é baixo nos indivíduos saudáveis e mais alto nos portadores de doença arterial coronaria. Se o teste ergométrico por alterado, devemos indicar outros estudos para coronáriopatia (cintilografia do miocárdio, ecodopplercardiograma de esforço e eventualmente estudo hemodinâmico). Dependendo dos resultados do teste de esforço, a terapia para hipertensão arterial tem que ser revista e o programa de treinamento ajustado adequadamente.

O eletrocardiograma de repouso normal não exclui um doença coronária, além de não avaliar a capacidade funcional do sistema cardiorespiratório.

O concurso de um programa alimentar com uma nutricionista é extremamente importante, muito mais que apenas praticar exercícios físicos.

Referências:

American College of Sports Medicine Position Stand. Exercise and physical activity for older adults. Med Sci Sports Exerc. 1998;30:992-1008.

Gibbons RJ, Balady GJ, Beasley JW, Bricker JT et al ACC/AHA Guidelines for Exercise Testing. A report of the American College of Cardiology/American Heart Association Task Force on Practice Guidelines (Committee on Exercise Testing). J Am Coll Cardiol. 1997;30:260-311.




MENOPAUSA


Medicina Prática - TUDO SOBRE MEDICINA


Saudegeriatrica.Com.Br® 2009 - 2017 - Desenvolvido por Dinamicsite