A síndrome de Werner produz pele esclerodermica e calvície que fazem as crianças afetadas aparetarem como anciãs, produzindo uma sensação de envelhecimento prematuro. Outras características incluem cataratas prematuras, atrofia muscular, intolerância de glicose, uma incidência alta de cânceres (alguns dos quais é raro em pessoas não afetadas), e morte cedo devido a atherosclerose. Porém, o sistema nervoso central é poupado. O gene envolvido na síndrome de Werner codifica uma enzima que desenrola DNA para permitir replication e possivelmente transcrição.





Medicina Prática - TUDO SOBRE MEDICINA


Saudegeriatrica.Com.Br® 2009 - 2017 - Desenvolvido por Dinamicsite